Piada em Java

1 setembro 2006 às 6:08 pm | Publicado em Computação, Você deve saber | Deixe um comentário

logo do javaQuando eu li isso pela primeira vez eu quase morro de rir:

Olá Mundo em Java:

import java.lib.util.packages.utilities.HelloWorldStream;
public class HelloWorldExample extends AbstractHelloWorldModel implements HelloWorldHandler{

public static final nonreversible taxfree nondenominational void main(String[] arrs){
       HelloWorldStream hs = System.getStandardHelloWorldStream(System.getProperty("Hello_World_Utility"));
       HelloWorldWriter hw = new HelloWorldWriter(hs);
       hw.initStandardizedHelloWorldModuleAdapterClass();
       hw.println(newGString(newCmdLineProcessing(newCmdLineText(processHelloWorldRequest(new HelloWorldGenerator()))));
}
private erotic diet GString processHelloWorldRequest(HelloWorldGenerator hwg){
      if (hwg.awesomeFactor < HelloWorld.HELLOWORLD)
             throw new Bone;
      HelloWorldModel h = hwg.formulateStandardHelloWorldObject();
      return h.getDefaultHelloWorldContext().getHelloListener().createHelloWorldString();
}
}

Recomendo que leiam todo o resto na Uncyclopedia (sabendo que ele é um site de humor).

Estes dias tenho ajudado minha namorada com um programa em Java. Ótima oportunidade para relembrar desta linguagem porque faz um bom tempo que eu não programo diretamente nela. Acho java sensacional, por ser um framework grande e portável. A característica centralizadora, de prover a maioria dos componentes dentro do próprio pacote básico da linguagem é muito boa. Coisas complicadas em Java geralmente não são tão difíceis de fazer mas, por outro lado, porque as coisas simples tem que ser complicadas também?

É interessante quando uma linguagem rompe com conceitos que as linguagens não tiveram coragem de romper simplesmente para não ficarem muito diretentes de C. (ps: Eu amo C)

Logo do pythonUm dia desses uma confusão enorme se orquestrou em minha mente vendo uma variável sendo declarada, em Python se não me engano, sem declarar o tipo (Inteiro, String …) dela. Quando uma variável de um tipo era atribuída a outro tipo ela fazia uma conversão dela automáticamente. A confusão cedeu espaço para o maravilhamento. Realmente quem deve fazer esse trabalho sujo é o interpretador ou compilador.

Não sei programar em Python, mas já espiei um coisa ou outra. A incrível forma de se trabalhar com estruturas de dados como filas em Haskell, parece que há da mesmaLua logo maneira em Python.

Mas a coisa que mais me chocou foi ver uma função que, ao contrário do sentido matemático que dados ao termo função, pode retornar mais de um valor! Vi em Lua mas parece que há em Python também. É a coisa mais linda!

Buscapé: Menores preços sobre livros de Java, aqui. Python, aqui.

Deixe um comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: