Que legal é o natal

24 dezembro 2006 às 12:00 am | Publicado em Você deve experimentar | 1 Comentário

Fiz questão de ir comprar os presentes de natal dos pequenos pessoalmente. Nossa, isso é que é diversão. Passar o dia entrando em lojas de brinquedos e olhando um por um, com a desculpa de que você tem que escolher bem.

Depois de um longo e rigoroso processo seletivo e já em casa com alguns presentes, eu tinha que testar os brinquedos para ver se eles não estavam danificados. Já imaginou abrir um presente no natal e não funcionar? Não gosto nem de imaginar.

(Buscapé: Compre um carro de controle remoto aqui)

Anúncios

Wikimapia e outros wikis

4 outubro 2006 às 10:10 pm | Publicado em Você deve experimentar, Você deve saber, Você deve ver, Você deve visitar | 1 Comentário

 

Visite o www.eupodiatamatando.com

Tela do wikimapiaWikimapia é um sistema que une a velocidade dos wikis com os mapas do Google Earth. Qualquer um pode editar nomes de lugares delimitados por um retângulo e inserir informações como nome, descrição, tags e lingua.

Eu sou um adepto dos wikis, sempre que posso colaboro na Wikipedia. Só não colaboro mais porque a necessidade de se escrever com imparcialidade na Wikipedia (que é necessária, não discordo) me empurrou para este blog.Escrevendo

Os wikis são a expressão máxima de uma tendência humana e da web. Por razões tecnológicas, políticas e sociais, nós sempre vivemos em um mundo onde os meios de comunicação são geridos por aqueles que tem uma suposta capacidade e a possiblidade de gerar conhecimento para nós. Acho que este modelo vai sempre ter um lugar no mundo, mas existem alternativas.

A web caminha para isso. Caminha para isso por ter um caráter distribuído e descontralado, no bom sentido. As pessoas podem e querem gerar conhecimento. Não só o conhecimento útil, mas toda forma de conhecimento, inclusive o inútil. Há lugar para tudo isso. Temos as ferramentas, a web 2.0, e temos um modelo, o wiki.

DC

Vale a pena experimentar o que é que dar somando um serviço atual da web somado ao wiki.

Visite o www.eupodiatamatando.com

Baixando vídeos do YouTube

28 setembro 2006 às 10:25 pm | Publicado em Você deve experimentar, Você deve saber | 17 Comentários

 

Visite o www.eupodiatamatando.com

Filme Hoje há inumeros vídeos legais circulando na internet graças a sites que hospedam vídeos gratuitamente e sem fazer vista grossa aos copyrights. Infelizmente esses sites se tendem a ter uma postura de se apoderar destes vídeos não deixando que o usuarios baixe-os para seu computador.

Essa dica serve para baixar vídeos do YouTube, Google Videos e praticamente qualquer outro lugar. Há várias maneiras de fazer isso, vou mostrar aqui algumas que eu já testei e mostrar como converter o vídeo:

  1. Vá no site Video Downloader (http://javimoya.com/blog/youtube_en.php)
  2. Na primeira caixa de texto coloque a url completa de onde está o vídeo que você quer baixar, exemplo http://www.youtube.com/watch?v=4cSRpu7bI04. Essa url é a que você vê na barra de endereços do navegador quando você está assistindo a esse vídeo.
  3. Do lado dessa caixa de endereços, selecione o portal onde esta url está, no exemplo YouTube.
  4. Agora clique em download. Vai aparecer em baixo uma imagem escrito “Download Link”, clique nela para fazer o download. Outra opção é uma caixa de texto abaixo desta imagem, onde está a url para o download direto.

Neste mesmo site há a opção de baixar um plugin para o Firefox. Com a extensão instalada você clica com o botão direito na página onde o vídeo está, seleciona o opção de baixar o vídeo e ele faz o processo acima automáticamente.

Ambas as opções não são tão boas porque usam aquele site para fazer o download, às vezes o site está congestionado e você não consegue fazer o download.

No Linux eu tenho usado o FLVGET que alem de baixar o vídeo, ainda converte para AVI automáticamente.FLVGET

Convertendo de FLV para MPEG:

Você pode converter, no Linux, de FLV para MPEG assim:

ffmpeg -i antes.flv -s 352×240 depois.mpg

Onde antes.flv é o arquivo em FLV, depois.mpg é como se chamará o arquivo MPEG e 352×240 é a resolução que eu usei para o arquivo de saída, você pode alterar isso conforme desejar. Na verdade esse comando serve para converter praticamente qualquer coisa para mpg.

Assistindo diretamente o FLV:

Caso você tenha conseguido baixar o flv mas não conseguiu converter, tudo bem, existem players de flv. No Linux há o Gnash e o VLC media player que serve tanto para Linux quanto para windows. No windows é possível também usar o Riva FLV Player para assistir e o CinemaForge para converter.

Pronto, agora só falta você converter esses vídeos para seu celular.

Buscapé: Os livros sobre multimídia, com o menor preço aqui.

Visite o www.eupodiatamatando.com

Flickr vs Myphotoalbum

21 setembro 2006 às 9:24 am | Publicado em Você deve experimentar, Você deve saber, Você deve visitar | 5 Comentários

CameraVocê sabia que 8 de cada 10 fotos suas vão se perder? A estatísitca não é bem essa nem eu sei onde eu li isso, mas é verdade que as fotos que guardamos no computador e em mídias vão uma hora ou outra se perder, seja por defeito de hardware ou de software. Para prevenir tamanha tragédia procurei um lugar seguro na web para guarda os registros fotográficos de minha vida, de maneira organizada e com alguma garantia que eles ficariam bem.

flickrA minha escolha havia sido o flickr por ter uma interface muito amigável e integração com alguns navegadores (no caso o Flock). Tudo ia bem e eu já havia postado umas 100 fotos lá. Quando fui passar as 250 fotos que eu tirei durante o desfile de 7 de Setembro na avênida Beira Mar. Quando terminei de passar as fotos fui advertido que eu enquanto usuário comum estava limitado à 200 fotos e que minhas fotos antigas não haviam sido apagadas mas eu não poderia mais visualiza-las na interface principal.

logoIndignado, fui procurar na Wikipedia uma alternativa ao flickr. Então eu achei o MyPhotoAlbum que permite upload de fotos ilimitado e permite também upload de vídeo (este limitado à 20). Ele não tem a interface tão charmosa como a do flickr mas permite integração com sites e com celular.

Eles ganham dinheiro vendendo assinaturas para benefícios (assim como o flickr) e com vendas de impressões e produtos com as suas fotos estampadas. O preço da assinatura é mais barato que no flickr e as fotos ficam entre 17 e 15 centavos de dólar. Aqui em Fortaleza, a impressão custa pelo menos uns 70 centavos de Real por foto. E eles enviam para o Brasil.

Outro ponto possitivo, é que há um sistema de pontuação. Se você se cadastra ganha 200 pontos, se preenche o profile, ganha mais 200. Se convida um amigo e ele se cadastra no site, ganha 500. E tem várias outras formas de ganhar pontos, juntando 5000 por exemplo você troca por um ano de assinatura. Com menos pontos é possível imprimir algumas fotos. Então se você for se cadastrar, por favor, diga aqui que eu lhe envio um convite e ai eu ganho pontos. 🙂

De toda forma, passe já a guardar suas fotos em outro lugar além do seu próprio computador.

Teddy

21 setembro 2006 às 9:00 am | Publicado em Você deve experimentar | 2 Comentários

Imagem dele em funcionamentoTeddy é uma interface para desenho 3D onde você desenha 2D. Foi desenvolvida pelo Takeo Igarashi da Universidade de Tóquio

Você desenha como se estivesse fazendo um desenho à mão, com o botão direito do mouse, e com o esquerdo ele rotaciona a figura. É complicado explicar, mas você pode experimentar ele através de um applet java no site dele ou baixar o aplicativo (também em java) ou baixar um vídeo demostrativo. Muito interessante.

Pena que ele não disponibilizou o código-fonte, mas há um paper onde ele descreve o processo e os algoritmos.

(Retirado do fórum dos alunos da Computação-UFC, valeu Cassiano)

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.